Simetra

REFERÊNCIA EM EXAMES LABORATORIAIS VETERINÁRIOS Área do Cliente

Você sabe a importância do exame de Dímero – D?

O Dímero – D é produzido a partir da degradação da fibrina com ligações cruzadas. A plasmina é a enzima responsável pela fibrinólise e atua tanto no fibrinogênio quanto na fibrina. Ela cliva a fibrina, resultando em um produto de clivagem que consiste em dois fragmentos D ligados, ou Dímero-D. A presença de Dímero-D em circulação é, portanto, um marcador de um processo de fibrinólise, assim está indiretamente associado à formação de coágulos. O doseamento do Dímero - D funciona como ótimo teste de triagem de coagulação intravascular disseminada (CID) e doença tromboembólica aguda. Somado a isso, pode ser utilizado na avaliação do tromboembolismo pulmonar, no monitoramento da terapia antitrombótica, além de ser um excelente preditivo de prognóstico de sobrevida pós-cirúrgico. A literatura evidencia que o aumento plasmático de Dímero – D em caninos está associado à fatores de risco, como câncer, sepse, pancreatite, doenças vasculares (incluindo dirofilariose), insuficiência cardíaca congestiva, doenças que provocam perda de proteína, doenças imunomediadas, corticosteróides endo e exógenos. A sua relevância clínica se consagra por sua alta sensibilidade e baixa razão de probabilidade negativa, e seu poder de afastar a CID e outras doenças tromboembólicas frente a um resultado negativo. Mensure Dímero-D toda vez que houver suspeita de tromboembolismo.